Arnaldo Ribeiro detona “estratégia” do São Paulo e antecipa o que Ceni precisa fazer

Arnaldo avalia que Rogério Ceni não é o maior ídolo do São Paulo. (Foto: Reprodução/Nação Tricolor)

A estratégia usada por Rogério Ceni na Vila Belmiro, na derrota do São Paulo para o Santos, foi detonada pelo jornalista. Arnaldo Ribeiro disse, durante participação no podcast Posse de Bola, do UOL, que o San-São de ontem não era para desgastar o elenco.

Rogério Ceni expõe caos nos bastidores do São Paulo e elogia jogadores antes de decisão

Você conhece o YouTube do Nação Tricolor? Clique aqui e inscreva-se no canal para ter notícias sobre o São Paulo

O jornalista analisou que o Tricolor desgastou as peças como o Flamengo não fez no Allianz Parque e tem um grande dilema para resolver na quarta: quem vai substituir Miranda, que foi expulso contra o América Mineiro.

“Na estratégia de utilizar quase todos os titulares e não ganhar ponto algum, tem um desgaste que o Flamengo não teve na sua partida e aí tem um grande dilema para o jogo de quarta-feira, além da inferioridade técnica total, que tipo de time colocar em campo já que ele não conta com o Miranda, suspenso, e o São Paulo vem jogando com linha de três zagueiros”, diz Arnaldo Ribeiro durante o podcast Posse de Bola, do UOL.

Quando Ceni pensa demais, torcedor do São Paulo fica apavorado

Na opinião de Arnaldo Ribeiro, não deveria haver dúvidas em relação ao esquema do São Paulo para a partida de quarta-feira. Para o jornalista, o Tricolor tem de jogar com três zagueiros porque o Flamengo joga com praticamente três jogadores enfiados.

“Depois do jogo, na entrevista coletiva ele falou, ‘vou pensar qual e o melhor sistema, com linha de 4 ou 3’ e o torcedor do São Paulo fica meio apavorado quando o Rogério pensa demais. Acho que jogar com linha de quatro contra o Flamengo, que joga com três jogadores enfiados, é praticamente um suicídio. O São Paulo tem um baita desafio na quarta-feira de tentar sair vivo do primeiro jogo no Morumbi”, completa Arnaldo.