“R$ 23 milhões”: Veja detalhes de acordo que São Paulo e Crefisa negociaram para patrocínio

Foto: Fabio Menotti/Palmeiras - Leila tomou a decisão final sobre o acordo junto ao São Paulo.

Leila Pereira, presidente da Crefisa, e São Paulo estiveram mais próximos do que o imaginado nos últimos anos. Recentemente ela se aproximou de Julio Casares, mandatário são-paulino, para buscar acordos que seriam promissores para as duas partes.

“Que vexame, caiu nas redes”: Ídolo do São Paulo, Luis Fabiano ‘apronta’ e situação viraliza na web

Você conhece o YouTube do Nação Tricolor? Clique aqui e inscreva-se no canal para ter notícias sobre o São Paulo

No entanto, em 2014, o Tricolor avaliava ter a financeira como patrocinadora máster. E Leila chegou a conversar de forma franca com o clube. Segundo reportagem do ge, houve oferta, por parte do clube, de um camarote para o centro do campo, mil ingressos por jogo no Morumbi, setor personalizado de cadeiras numeradas com a marca da Crefisa.

Além disso, marca inserida em testeiras e placas nos anéis das arquibancadas e regiões mostradas pela televisão. Sem contar os pontos de venda dentro do estádio para oferta de crédito consignado.

O acrodo no entanto não vingou. Porque o marido de Leila Pereira e também então controlador da Crefisa, Roberto Lamacchia, optou por patrocinar o seu time coração. Então o negócio não foi fechado. No ano seguinte, a empresa virou patrocinadora máster do Alviverde.

Presidente de Organizada do São Paulo “chama” Leila para o clube

Baby fez uma brincadeira recentemente sobre as críticas da Mancha Verde recebidas por Leila Pereira. O presidente da Independente fez o convite para o presidente da Crefisa se transferir para o Tricolor.