“É trabalhar quietinho e caladinho”: Luciano ‘vaza’ culpado por baixo rendimento no São Paulo

Fotos: Rubens Chiri/São Paulo - Atacante acabou ficando apenas como suplente por escolha do técnico do São Paulo.

É inevitável que a eliminação diante do Água Santa seria uma catástrofe ao São Paulo, ainda mais sendo de forma precoce, diante de uma equipe que jamais tinha chegado na fase semifinal do Campeonato Paulista e que tem um investimento extremamente inferior, mas que buscou com “unhas e dentes” a classificação.

“R$ 60 milhões”: São Paulo pode ‘ganhar na loteria’ com parça de Nestor no futebol europeu

Você conhece o YouTube do Nação Tricolor? Clique aqui e inscreva-se no canal para ter notícias sobre o São Paulo

Após o final do jogo, muitas entrevistas chamaram a atenção, sendo que uma delas foi de Luciano. O atacante deixou claro que a mudança de posição é a culpada por seu desempenho abaixo, mas não quis usar isso como desculpa e quer se adaptar para buscar reencontrar o bom futebol.

“Sou segundo atacante, estou fazendo outra função, estou tentando me adaptar. Isso aí não vem ao caso agora. Mudei de função, mas sempre fiz bastante gols desde que cheguei. É trabalhar quietinho e caladinho para a sequência da temporada, disse o atacante.

Ceni explicou a nova função do camisa 10 no São Paulo:

Sobre o assunto assunto, Ceni explicou esse “recuo” do camisa 10 em campo, jogando mais como armador:

“(Em 2022) ele jogou o tempo todo flutuando, recuando, como hoje (13). Hoje ele é segundo atacante, o primeiro homem atrás do “9”. Ele tem colaborado bastante na marcação. A posição ofensivamente é parecida com a que fazia no ano passado. É difícil jogar com Galoppo, porque ambos saem mais da área”, disse o comandante, durante a coletiva.