Contrariado sobre possível demissão, Rogério Ceni dá declaração surpreendente

Rogério Ceni diz que abre mão de multa se São Paulo decidir demiti-lo. (Foto: Twitter do São Paulo)

Com chegada à decisão da Copa Sul-Americana, Rogério Ceni decidiu poupar time titular do São Paulo no clássico contra o Corinthians. Com Felipe Alves fechando o gol, o Tricolor empatou por 1 a 1 contra o time Alvinegro.

Novo Mundial? São Paulo pode se beneficiar de medida importante da FIFA

Você conhece o YouTube do Nação Tricolor? Clique aqui e inscreva-se no canal para ter notícias sobre o São Paulo

Depois do jogo, em entrevista coletiva, Rogério Ceni questionou a imprensa em relação à suposta saída em caso de eliminação contra o Atlético Goianiense no meio de semana. Ele disse que sua motivação não é o salário.

“Você acha que eu trabalho aqui pelo meu salário? Que eu estou preocupado com os meses que estão atrasados de imagem? Eu estou aqui para ajudar. Se eu não sou o cara certo… treinador no Brasil tem de monte”, afirmou Rogério Ceni.

Rogério Ceni disse que coloca seu cargo à disposição caso o time não seja campeão da Copa Sul-Americana no próximo mês. O M1TO disse que abriria mão inclusive de sua multa rescisória.

“Acha que eu estou preocupado com minha multa rescisória? Façamos o seguinte: dia primeiro (de outubro), se não ganhar (a Sul-Americana), abro mão da minha multa rescisória e vou embora sem problema”, advertiu Rogério Ceni.

Rogério Ceni chama reponsabilidade e diz que vai brigar para São Paulo ser campeão

Para Rogério Ceni, os atrasos salariais são pontuais e que, mais que dinheiro, está preocupado em voltar a fazer o São Paulo ser campeão continenta novamente. Ainda brincou com Vítor Pereira.

“Não vou dizer igual o Vitor Pereira, que tem mais dinheiro que eu, recebe em euro, com todo respeito e admiração por ele, mas minha conta não é igual à do Vitor Pereira. Mas sou apaixonado pelo que faço. A responsabilidade é minha, e dia 2, se eu não ganhar o título e quiserem me mandar embora, eu abro mão da minha multa rescisória. Eu sei que tem atrasado, mas eles vão pagar, são ponta firme. Vou tentar fazer o time ser campeão, trazer a honra, o orgulho de volta. Por isso vou batalhar, tentar fazer o São Paulo campeão. Não precisa me dar dinheiro de multa. (Depois da final) se quiser continuar, continuamos”, analisou Ceni.