“Não podemos”: Presidente da CBF toma decisão sobre Brasileirão em assunto que interessa ao São Paulo

A CBF anunciou várias decisões importantes sobre o Brasileirão 2023, em temas que interessam diretamente ao São Paulo. Entre as novidades, estão a punição para clubes cujos torcedores cometerem atos de racismo nas partidas.

“Foi curto e grosso, mas sincero”: Odair não fica em silêncio sobre ‘treta’ com Calleri

Você conhece o YouTube do Nação Tricolor? Clique aqui e inscreva-se no canal para ter notícias sobre o São Paulo

O crime de racismo será punido em três níveis: multa de até R$ 500 mil, possibilidade de perda de mando ou jogo com portões fechados e também perda de pontos. Uma comissão vai averiguar a questão, que encaminharia o caso ao STJD, à Polícia Civil e ao Ministério Público.

Mudança no rebaixamento do Brasileirão fica para depois

Na mesma reunião, o presidente da CBF anunciou que, em conjunto com os clubes, a diminuição no número de rebaixados vai ser deixada para depois. Na visão de Ednaldo Rodrigues, este assunto precisa ser debatido no futuro.

“Fere direitos adquiridos e também porque não houve uma anterioridade na discussão do assunto. Não podemos ir para uma competição que inicia hoje com o regulamento, onde os clubes rebaixados em 2022, sabendo que teriam condições de subir quatro, e depois de última hora serem três”, disse o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, após o conselho técnico, sobre a diminuição de quatro para três clubes rebaixado no Brasileirão.